Auriculoterapia e Diarreia

Auriculoterapia e Diarreia

A definição de diarreia, segundo a Organização Mundial da Saúde(OMS), é “a passagem de três ou mais fezes líquidas ou soltas por dia ou uma passagem mais frequente do que o normal para um indivíduo”. Este quadro consiste em uma infecção do trato digestivo podendo ser causado por bactérias, vírus ou alguns tipos de parasitas.

Outra definição para a diarreia seria a alteração da consistência das fezes que podem apresentar-se amolecidas ou até mesmo na forma líquida, com ou sem a presença de alimentos não digeridos e geralmente acompanhada com o aumento do número de evacuações.

Ainda de acordo com a OMS, a diarreia pode ocorrer devido à ingestão de alimentos ou água contaminados ou também de pessoa para pessoa.

De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa(MTC), a diarreia pode ocorrer quando há um desequilíbrio no funcionamento do Baço, Estômago e Intestino Grosso, muitas vezes afetados por uma mucosidade em excesso.

Para o tratamento deste desequilíbrio devemos normalizar o funcionamento energético do Baço e do Estômago.

A diarreia, segundo a MTC, pode ser causada por:

 (1) Fator patogênico externo;

 (2) Dieta inadequada;

(3) Deficiência do Yang do Rim;

(4) Estagnação do Qi do Fígado(que agride o Baço);

(5) Deficiência do Baço e do Estômago.


Quando o intestino grosso é afetado, haverá dor aguda no abdômen, com borborigmos aqui e ali; se o frio perverso for novamente contraído no inverno, ocorrerá diarreia…

Ling Shu – capítulo 4


Após a avaliação do caso, teremos que fazer a diferenciação das síndromes para definir o tratamento.

Então vamos lá:

1 – Fator patogênico externo: A invasão do corpo por um fator patogênico externo é uma condição aguda de diarreia e pode ser gerada pela invasão(ou agressão) do intestino grosso por umidade-frio ou umidade-calor.

1.a) Invasão por Umidade-frio: Nesta situação a diarreia apresenta-se de forma aquosa e com sintomas como borborigmo(ruídos no intestino provocados pelo deslocamento de líquidos ou gases em meio líquido), plenitude no tórax, dor abdominal, ausência de apetite, febre, obstrução nasal, dores de cabeça e aversão ao frio.

1.b) Invasão por Umidade-calor: Quando o corpo sofre um ataque por umidade-calor, a pessoa apresenta dor abdominal associada ao aumento do peristaltismo intestinal com diarreia aguda ou diarreia com odor forte seguida de queimação no ânus. Outros sinais que podem estar presentes são: agitação, oligúria(diminuição da quantidade de urina), calor interno e sede e cansaço.

2 – Dieta inadequada:

A dieta inadequada e a estagnação prolongada de alimentos podem levar ao mau funcionamento do Estômago e do Intestino Grosso.

Os sinais e sintomas que podem estar presentes nesta condição são: dor abdominal, fezes com odor muito forte e com presença de alimentos não digeridos e borborigmos. Geralmente as dores são aliviadas após a evacuação.

Sinais secundários como eructação com cheiro forte, regurgitação ácida, inapetência e plenitude  na região epigástrica.

3 – Deficiência do Yang do Rim:

Esta é uma condição onde a diarreia está relacionada a alguma patologia crônica que pode levar à deficiência do Yang do Rim. A energia Yang do Rim tem como uma de suas funções aquecer o Baço e o Estômago e estando em deficiência pode desequilibrar as funções do Baço, causando borborigmos e diarreia com dores abdominais que ocorrem durante a madrugada.

Como é uma condição crônica, outros sinais podem estar presentes e que justificam a deficiência do Yang do Rim como fraqueza e dor na região lombar e joelhos, assim como membros frios.

4 – Estagnação do Qi do Fígado:

Este tipo de diarreia também provém de uma condição crônica do paciente e está relacionado aos desequilíbrios das emoções que podem gerar uma estagnação do Qi do Fígado levando uma agressão do Baço, causando a diarreia.

É um tipo de diarreia que se apresenta de forma recorrente com dores abdominais após algum “desequilíbrio” emocional(raiva, por exemplo) ou stress. Outros sinais secundários que podem estar presentes são arrotos, inapetência e plenitude no tórax e hipocôndrio.

5 – Deficiência do Baço e do Estômago:

Outra situação crônica da diarreia, neste quadro as fezes podem apresentar-se apenas amolecidas ou também aquosas com presença de alimentos não digeridos. A evacuação pode ocorrer após a ingestão de alimentos e excesso ou alimentos gordurosos.

Outros sinais que podem se manifestar neste quadro são: cansaço, fraqueza, plenitude abdominal, inapetência e compleição amarelada.

Estas são as condições/desequilíbrios em que uma pessoa pode apresentar diarreia de acordo com a MTC.

Agora que você sabe que existem desequilíbrios energéticos diferentes que podem ocasionar quadros de diarreia, a seleção de pontos auriculares no tratamento da mesma também serão diferentes, certo?

Temos que lembrar de orientar a pessoa a hidratar-se(soro caseiro é uma sugestão, assim como água de côco) e alimentar-se corretamente.

Em alguns casos outros profissionais devem ser consultados, encaminhe se achar necessário.

Deixe um comentário logo abaixo com sua experiência no tratamento da diarreia com a Auriculoterapia. Se desejar, coloque alguns pontos a serem estimulados no tratamento.

Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários também.

Grande abraço!

Link para a página da OMS: Doença Diarreica

Link da Imagem do Post: People photo created by freepik – www.freepik.com" data-wplink-url-error="true">People photo created by freepik